Também conhecido como
LDL
LDL colesterol
Nome formal
Colesterol ligado a lipoproteínas de baixa densidade
Este artigo foi revisto pela última vez em
Este artigo foi modificado pela última vez em
19 de Junho de 2018.
De relance
Por que fazer este exame?

Para avaliar o risco de doença cardíaca.

Quando fazer este exame?

Como parte de um exame de saúde de rotina com o colesterol ou o perfil lipídico, ou para avaliação adicional quando o colesterol está alto.

Amostra:

Uma amostra de sangue obtida de uma veia do braço ou de uma picada em um dedo.

É necessária alguma preparação?

O exame em geral exige um jejum de 12 horas. Apenas é permitida a ingestão de água.

O que está sendo pesquisado?

As lipoproteínas de baixa densidade (em inglês, LDL – low density lipoproteins) são um tipo de lipoproteínas que transportam as gorduras no sangue. As LDL são consideradas indesejáveis porque depositam excessos de colesterol nas paredes vasculares e contribuem assim para o endurecimento das artérias (aterosclerose) e para doenças cardíacas. Por isso, o colesterol ligado a LDL, chamado simplesmente colesterol LDL, é com frequência chamado de "mau" colesterol.

Em geral, a quantidade de colesterol LDL é calculada usando os resultados do perfil lipídico, que consiste em colesterol total, HDL colesterol, e triglicerídeos. Aplicando uma fórmula, é calculada a quantidade de colesterol em lipoproteínas de baixa densidade, e o resultado é relatado junto com os outros. Na maioria dos casos, essa é uma boa avaliação do colesterol LDL, mas é menos precisa quando o nível de triglicerídeos está alto, como, por exemplo, quando a amostra é colhida sem a pessoa estar em jejum. Nesses casos, o único modo de determinar com precisão o nível do colesterol LDL é por medida direta. A medida direta do colesterol LDL é menos afetada pelo nível de triglicerídeos e pode ser feita em amostras colhidas sem jejum ou quando os níveis de triglicerídeos estão elevados (acima de 400 mg/dL).

Como a amostra é obtida para o exame?

Na maioria dos casos, é colhida uma amostra de sangue de uma veia do braço. Algumas vezes, o colesterol LDL é determinado usando uma gota de sangue obtida por punção de um dedo. Esse tipo de amostra em geral é usado quando o perfil lipídico é determinado por um aparelho portátil, como, por exemplo, em uma feira de saúde.

NOTA: Se exames médicos em você ou em alguém importante para você o deixam ansioso ou constrangido, ou se você tem dificuldade de lidar com eles, leia um ou mais dos seguintes artigos: Lidando com dor, desconforto ou ansiedade durante o exame, Conselhos sobre exames de sangue, Conselhos para ajudar crianças durante exames médicos, e Conselhos para ajudar idosos durante exames médicos.

Outro artigo, Siga essa amostra, fornece uma visão da coleta e do processamento de uma amostra de sangue e de uma amostra de cultura da garganta.

É necessário algum preparo para garantir a qualidade da amostra?

O resultado calculado do colesterol LDL exige jejum de 12 horas. Apenas é permitida a ingestão de água.
Accordion Title
Perguntas frequentes
  • Como o exame é usado?

    O colesterol LDL é usado para avaliar o risco de doença cardíaca. Entre as formas de colesterol no sangue, o LDL é considerado a mais importante para determinar o risco de doença cardíaca. Como decisões de tratamento com frequência se baseiam nos níveis de colesterol LDL, esse exame pode ser usado para monitorar os níveis, após o início de programas de dieta e exercícios, ou para avaliar se pode ser útil prescrever medicamentos para reduzir os níveis de lipídios.

  • Quando o exame é pedido?

    A dosagem de colesterol LDL é solicitada como parte do perfil lipídico, junto com colesterol total, Colesterol HDL e triglicerídeos. Esse perfil pode ser pedido para pessoas saudáveis como parte de um exame de saúde de rotina. Recomenda-se que todos os adultos sejam testados pelo menos uma vez a cada cinco anos. O perfil lipídico pode ser pedido com mais frequência em pessoas com um ou mais fatores de risco de doença cardíaca (veja abaixo). O colesterol LDL pode ser pedido também para pessoas com um resultado de triagem de colesterol alto, para determinar se o aumento é devido a um excesso de colesterol LDL.

    Os exames de lipídios não são em geral pedidos para crianças e adolescentes. Entretanto, é recomendado para crianças e jovens com risco aumentado de desenvolvimento de doença cardíaca na vida adulta. Alguns desses fatores de risco são semelhantes aos de adultos, incluindo história familiar de doença cardíaca ou problemas de saúde como diabetes, hipertensão arterial ou peso excessivo. Crianças com risco alto devem fazer seu primeiro perfil lipídico (incluindo colesterol LDL) entre 2 e 10 anos de idade, de acordo com a American Academy of Pediatrics, dos EUA. Crianças com menos de dois anos de idade são jovens demais para serem testadas.

    A quantificação de colesterol LDL pode ser pedida também em intervalos regulares para avaliar o resultado de mudanças de estilo de vida para diminuir os níveis de lipídios, como dieta e exercícios, e para determinar a eficácia do tratamento com substâncias como as estatinas.

  • O que significa o resultado do exame?

    Como níveis elevados de colesterol LDL podem indicar risco de doença cardíaca, os resultados são avaliados em termos de limites superiores desejáveis. De acordo com o National Cholesterol Education Program, dos EUA,, se a pessoa não tem outros fatores de risco, os níveis de colesterol LDL podem ser avaliados como se segue abaixo:

    • Menos de 100 mg/dL – nível ideal
    • 100-129 mg/dL – acima do ideal
    • 130-159 mg/dL – nível limítrofe
    • 160-189 mg/dL – nível alto
    • GMais de 189 mg/dL – muito alto

    Fatores de risco importantes (veja abaixo) alteram os objetivos desejados de níveis de colesterol LDL. O tratamento (com dieta, exercícios e medicamentos, como estatinas) tem o objetivo de diminuir esses níveis até valores baseados no risco total de doença cardíaca, que são:

    • Colesterol LDL menor que 100 mg/dL, se a pessoa tem doença cardíaca ou diabetes.*
    • Colesterol LDL menor que 130 mg/dL, se a pessoa tem dois ou mais fatores de risco (risco intermediário de doença cardíaca).
    • Colesterol LDL menor que 160 mg/dL, se a pessoa tem nenhum ou um fator de risco de doença cardíaca (risco baixo de doença cardíaca).

    *Algumas organizações recomendam um colesterol LDL abaixo de 70 mg/dL no caso de doença cardíaca ou se a pessoa já tiver sofrido um infarto do miocárdio.

    Fatores de risco importantes incluem:

    • Fumo.
    • Idade (homens com 45 anos de idade ou mais, e mulheres com 55 anos de idade ou mais).
    • Colesterol HDL baixo (menos de 40 mg/dL).
    • Hipertensão arterial (pressão arterial 140/90 ou mais, ou pessoa em uso de medicamentos anti-hipertensivos),
    • História familiar de doença cardíaca prematura (doença cardíaca em parentes do primeiro grau, homens com menos de 55 anos de idade ou mulheres com menos de 65 anos de idade),
    • Doença coronariana preexistente,
    • Diabetes melito.

    [Nota: Níveis altos de colesterol HDL (60 mg/dL ou mais) são considerados um fator de risco negativo, e sua presença permite a subtração de um fator de risco do total.]

    A classificação de risco em crianças e adolescentes é diferente da de adultos. Converse com o pediatra sobre os resultados de seus filhos.

    Níveis baixos de colesterol LDL não são preocupantes e não são monitorados. Podem ser encontrados em pacientes com deficiência hereditária de lipoproteínas e em pacientes com hipertireoidismo, infecção, inflamação, ou cirrose hepática.

  • Há mais alguma coisa que eu devo saber?

    O colesterol LDL deve ser medido quando a pessoa não está doente. Ele pode diminuir durante doenças agudas, logo após um infarto do miocárdio ou em situações de estresse (como uma cirurgia ou um acidente).

    O colesterol LDL em geral se eleva durante a gravidez. Mulheres devem esperar pelo menos seis semanas após o parto para fazer o exame.

  • Que tratamentos são recomendados para níveis altos de colesterol LDL?

    O primeiro passo para diminuir os níveis de colesterol LDL é mudar o estilo de vida, incluindo diminuição da quantidade de gorduras saturadas na dieta, manutenção de um peso corporal desejável e exercícios regulares. Podem ser prescritos medicamentos se essas mudanças não forem suficientes.

  • Quanto o colesterol LDL diminui com as mudanças de estilo de vida, como exercícios e dieta?

    A adoção de uma dieta com poucas gorduras saturadas (menos de 7% das calorias provenientes de gorduras saturadas) em geral diminui o colesterol LDL em cerca de 10%.

Fontes do artigo

NOTA: Este artigo se baseia em pesquisas que incluíram as fontes citadas e a experiência coletiva de Lab Tests Online Conselho de Revisão Editorial. Este artigo é submetido a revisões periódicas do Conselho Editorial, e pode ser atualizado como resultado dessas revisões. Novas fontes citadas serão adicionadas à lista e distinguidas das fontes originais usadas.

 

Fontes usadas na revisão atual

Pagana K, Pagana T. Mosby's Manual of Diagnostic and Laboratory Tests. 3rd Edition, St. Louis: Mosby Elsevier; 2006 pp 351-357.

National Heart, Lung, Blood Institute. National Cholesterol Education Program Guidelines, Cholesterol, ATP III (online information). Available online at http://www.nhlbi.nih.gov. Accessed February 2008.

Henry’s Clinical Diagnosis and Management by Laboratory Methods. 21st ed. McPherson R, Pincus M, eds. Philadelphia, PA: Saunders Elsevier: 2007.

Falko JM, Moser RJ, Meis SB, Caulin-Glaser T. Cardiovascular disease risk of type 2 diabetes mellitus and metabolic syndrome: focus on aggressive management of dyslipidemia. Curr Diabetes Rev. 2005 May;1(2):127-35.

Hayashi T, et. al. Importance of Lipid Levels in Elderly Diabetic Individuals—Baseline Characteristics and 1-Year Survey of Cardiovascular Events. Cir J 2008; 72:218—225.

American Academy of Pediatrics. 7 Jul 2008. AAP issues new guidelines on cholesterol screening (press release). Available online at http://www.aap.org/new/july08lipidscreening.htm through http://www.aap.org. Accessed August 2008.

Fontes usadas em revisões anteriores

Thomas, Clayton L., Editor (1997). Taber’s Cyclopedic Medical Dictionary. F.A. Davis Company, Philadelphia, PA [18th Edition].

American Heart Association. "What are healthy levels of cholesterol?" Available online at http://216.185.112.5/presenter.jhtml?identifier=183.

National Heart, Lung, and Blood Institute of the National Institutes of Health, United States Department of Health and Human Services. Third report of the National Cholesterol Education Program (NCEP) Expert Panel on detection, evaluation, and treatment of high blood pressure in adults (Adult Treatment Panel III). Bethesda, Md. 2001 May. Available online at http://www.nhlbi.nih.gov/guidelines/cholesterol/atp3_rpt.htm through http://www.nhlbi.nih.gov.

American Heart Association. "Numbers That Count for a Healthy Heart." Available online at http://www.americanheart.org.