Also Known As
Artrite Séptica
Artrite Infecciosa
Este artigo foi revisto pela última vez em
Este artigo foi modificado pela última vez em 03 de Dezembro de 2017.

O que é?

A artrite séptica, também chamada artrite infecciosa, é usualmente causada por uma infecção bacteriana, mas pode também ser provocada por infecções fúngicas ou virais. A infecção pode se disseminar para as articulações afetadas — a partir de qualquer outro ponto no organismo — ou ser introduzida na articulação durante alguma lesão ou mesmo cirurgia. A condição é tipicamente aguda, e rapidamente causa intensa dor articular, inflamação e inchaço ou edema, vermelhidão e, em alguns casos, febre e calafrios. Também pode se tornar crônica. A artrite séptica pode afetar qualquer articulação, mas é mais frequente nos joelhos, quadril, ombro, pulso, cotovelo e dedos. Geralmente, apenas uma articulação é afetada, mas existem casos que atingem mais de uma. Esta condição necessita ser diagnosticada e tratada rapidamente, porque pode destruir as articulações em pouco tempo.

A artrite séptica ocorre com mais frequência em pessoas que sofreram uma lesão traumática recente em uma articulação, ou que se submeteram a cirurgia ou substituição (prótese), e/ou em pessoas que atualmente apresentam uma infecção sanguínea (bacteremia ou septicemia). Os micro-organismos podem se disseminar a partir do local original da infecção e, através do sangue, serem transportados para o espaço intra-articular. Fatores de risco adicionais incluem: idade (superior a 80 anos); diabetes; alguma situação em que o sistema imunológico está debilitado; ou outras condições que afetam as articulações, como a gota ou atrite reumatóide.

A forma aguda da artrite séptica geralmente é provocada por bactérias, como Estafilococos ou Estreptococos.

Por vezes, micro-organismos causadores da borreliose (Borreliose de Lyme ou Lyme Desase), HIV, hepatite B, caxumba, ou rubéola podem se deslocar e infectar uma articulação. A artrite séptica crônica também pode ser provocada por micro-organismos como a Mycobacterium tuberculosis e a Candida albicans.

Exames

Os exames diagnósticos na artrite séptica têm os objetivos de identificar o micro-organismo causador da infecção; determinar qual agente antimicrobiano será efetivo; monitorar a eficácia do tratamento; e avaliar o estado físico das articulações afetadas.

Exames laboratoriais:

  •  Hemocultura (cultura do sangue) – Para determinar se algum micro-organismo está presente na corrente sanguínea.
  • Cultura do líquido articular (líquido sinovial), ou de outros líquidos orgânicos, ou mesmo de tecidos, como: urina, escarro, líquor (líquido céfalorraquidiano) – Para detectar micro-organismos, a quais antimicrobianos eles são provavelmente susceptíveis e para avaliar a eficácia do tratamento.
  •  Análise do fluido sinovial ou Sinoviálise – Para detectar micro-organismos ou para observar quaisquer sinais no fluido articular, como cristais, que podem indicar uma causa diferente ou coexistente para a dor articular (por exemplo, gota).
  •  Hemograma – Para avaliar as características das células vermelhas (hemácias) e das células brancas (leucócitos) do sangue,  sua resposta à infecção e inflamação, e para monitorizar a condição.

Exames não-laboratoriais:

  • Radiologia das articulações – Usada para avaliar o dano às articulações. Algumas vezes, só mostra os danos quando eles já são significativos.

Tratamento

O tratamento procura eliminar a infecção; reduzir a inflamação e a pressão de fluidos presentes na articulação; e minimizar os danos à articulação, de maneira a manter ou recuperar sua mobilidade. O tratamento imediato é essencial para prevenir a destruição das articulações, que pode ocorrer em alguns dias ou mesmo em horas.

O tratamento primário consiste no uso de terapia antimicrobiana (antibióticos) apropriada, e inclui, possivelmente, medicamentos intravenosos. O que vai ser prescrito dependerá do conhecimento das drogas às quais o micro-organismo é susceptível, e da maneira e da intensidade de penetração dos antibióticos na cápsula articular, onde a infecção se localiza. O médico pode decidir iniciar esse tratamento antes mesmo de receber o resultado definitivo do laboratório, com o objetivo de reduzir as chances de as articulações serem destruídas. Na maioria dos casos, o medicamento também fará efeito ao atacar o micro-organismo na sua fonte inicial de infecção, seja no sangue ou em algum outro órgão ou tecido. No caso de alguns micro-organismos, como as micobactérias, pode ser necessário usar múltiplas drogas, por longos períodos de tempo. As infecções virais geralmente se resolvem por si mesmas sem a necessidade de antimicrobianos ou antivirais.

Os pacientes podem ser tratados também para a inflamação e a dor, com antiinflamatórios não- esteróies (AINH ou NSAID). O fluido é aspirado da articulação afetada, para aliviar a pressão e obter material para cultura do organismo específico. Pode ser necessário repetir a aspiração diversas vezes, de maneira a reduzir a pressão.
Em alguns casos, o paciente é submetido a uma cirurgia para drenagem do fluido articular infectado.

Páginas relacionadas

Neste site
Exames: Hemocultura, Análise do fluido Sinovial ou Sinoviálise, Hemograma
Estados Clínicos: Artrite

Em outros sites:
MEDLINEplus Medical Encyclopedia: Non-gonococcal (septic) bacterial arthritis

Artigos relacionados

NOTE: This article is based on research that utilizes the sources cited here as well as the collective experience of the Lab Tests Online Editorial Review Board. This article is periodically reviewed by the Editorial Board and may be updated as a result of the review. Any new sources cited will be added to the list and distinguished from the original sources used.

Peng, S. (2005 April 20, Updated). Non-gonnococcal (septic) bacterial arthritis MedlinePlus Medical Encyclopedia [On-line information]. Available online at http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/000430.htm.

Mayo Clinic Staff (2006 July 31). Septic arthritis. MayoClinic.com [On-line information]. Available online at http://www.mayoclinic.com/health/bone-and-joint-infections/DS00545 through http://www.mayoclinic.com.

(2003 February 1, Reviewed/Revised). Infectious Arthritis. Merck Manual Home Edition [On-line information]. Available online at http://www.merck.com/mmhe/print/sec05/ch065/ch065c.html through http://www.merck.com.