Também conhecido como
Paracetamol
[com frequência é usado o nome comercial]
Nome formal
Acetaminofeno
Este artigo foi revisto pela última vez em
Este artigo foi modificado pela última vez em 26 de Setembro de 2017.
De relance
Por que fazer este exame?

Para determinar se foi ingerida uma dose excessiva; para determinar o risco de lesão hepática; para determinar se há necessidade de tratamento com um antídoto.

Quando fazer este exame?

Quando há suspeita de que uma pessoa ingeriu uma dose excessiva de acetaminofeno ou tem sinais e sintomas de toxicidade, como náuseas, vômitos e dor abdominal; para acompanhamento de um paciente a cada quatro a seis horas após a ingestão da dose excessiva.

Amostra?

Uma amostra de sangue colhida de uma veia do braço.

É necessária alguma preparação?

Nenhuma

O que está sendo pesquisado?

O acetaminofeno é um dos medicamentos de venda livre mais comuns para alívio da dor (analgésicos) e da febre (antipiréticos). Em geral, é considerado seguro. Entretanto, é uma das causas mais comuns de hepatite tóxica nos EUA e na Europa, e um dos envenenamentos mais comuns por doses excessivas acidentais ou intencionais.

É processado (metabolizado) principalmente no fígado. Em doses terapêuticas, o fígado é capaz de processar o medicamento com segurança, sem efeitos nocivos. Quando é ingerida uma dose grande ou quando as doses excedem o recomendado durante algum tempo, pode ser ultrapassada a capacidade de processamento e acumulam-se produtos intermediários tóxicos que causam lesão das células hepáticas. Se o tratamento não for iniciado a tempo, pode haver insuficiência hepática.

Por essa razão, o acetaminofeno pode ser nocivo ou mesmo fatal quando não for usado corretamente. Pais que não seguem cuidadosamente as doses recomendadas põem em risco seus filhos. Com frequência as pessoas não percebem que o acetaminofeno faz parte de muitas combinações de medicamentos usadas para gripes e resfriados. Quando dois ou mais desses remédios são tomados juntos, os níveis de acetaminofeno podem exceder os limites seguros.

As preparações de acetaminofeno têm formas e concentrações diferentes, incluindo comprimidos, cápsulas e líquidos. Para adultos, o limite máximo por dia é 4000 mg. Doses maiores que essa em um período de 24 horas são consideradas excessivas, e acima de 7000 mg diárias podem causar reações graves que precisam de tratamento imediato. Em crianças, são consideradas excessivas doses acima de 200 mg/kg de peso em 24 horas.

Quando há conhecimento ou suspeita de uma dose excessiva de acetaminofeno, a pessoa deve ser encaminhada a um serviço de emergência. O tratamento inclui N-acetilcisteína, que minimiza a lesão hepática. O antídoto é mais eficaz se usado em 8 a 12 horas após a dose excessiva.

Como a amostra é obtida para o exame?

Uma amostra de sangue é obtida inserindo uma agulha em uma veia do braço.

NOTA: Se exames médicos em você ou em alguém importante para você o deixam ansioso ou constrangido, ou se você tem dificuldade de lidar com eles, leia um ou mais dos seguintes artigos: Lidando com dor, desconforto ou ansiedade durante o exame, Conselhos sobre exames de sangue, Conselhos para ajudar crianças durante exames médicos, e Conselhos para ajudar idosos durante exames médicos.

Outro artigo, Siga essa amostra, fornece uma visão da coleta e do processamento de uma amostra de sangue e de uma amostra de cultura da garganta.

É necessário algum preparo para garantir a qualidade da amostra?

Nenhuma preparação é necessária.

Accordion Title
Perguntas frequentes
  • Como o exame é usado?

    O exame é usado para medir o nível de acetaminofeno no sangue, para estabelecer um diagnóstico de dosagem excessiva, o risco de lesão hepática e a necessidade de tratamento. O diagnóstico e o tratamento precoces são importantes para os resultados clínicos.

    Como níveis altos de acetaminofeno causam lesão hepática, podem ser feitos outros exames, como aspartato aminotransferase (AST), alanina aminotransferase (ALT) e tempo de protrombina, para detectar lesão e avaliar a função hepática.

  • Quando o exame é pedido?

    Quando há suspeita de uma dose excessiva, o exame é feito de 4 a 6 horas após a ingestão. Se a amostra for colhida cedo demais, os resultados não refletem com precisão a dose total ingerida porque esta ainda não foi completamente absorvida pelo sangue. Os sintomas com frequência ocorrem de duas a três horas após a ingestão, mas há casos que não se manifestam em até 12 horas ou mais. Os sintomas incluem:

    • Náuseas, vômitos, diarreia
    • Perda do apetite
    • Dor ou cólicas abdominais

    Se não forem tratados, a toxicidade pode progredir em três a quatro dias, incluindo icterícia, insuficiência hepática e renal, convulsões, coma e morte.

    Quando crianças tomam a forma líquida do medicamento, a decisão de tratamento deve ser feita em duas horas, porque a absorção dessa forma é mais rápida.

  • O que significa o resultado do exame?

    A tabela abaixo resume como podem ser os resultados:

    Nível de acetaminofeno Interpretação do resultado
    10-20 mcg/ml Niveis terapêuticos
    Menos de 150 mcg/ml 4 horas após a ingestão Risco baixo de lesão hepática
    Mais de 200 mcg/ml 4 horas após a ingestão
    ou
    Mais de 50 mcg/ml 12 horas após a ingestão

    Níveis associados a toxicidade e lesão hepática

    Esses níveis se referem a uma única ingestão. Não se aplicam necessariamente quando a dose recomendada foi excedida durante algum tempo (ingestão repetida de doses excessivas). O médico considera os níveis de acetaminofeno juntamente com os sinais, os sintomas e os exames da função hepática para determinar o risco ou a presença de toxicidade nesses casos.

  • Há mais alguma coisa que eu devo saber?

    Lembre-se que muitas preparações controladas e de venda livre contêm acetaminofeno associado a outros medicamentos. Não tome ao mesmo tempo mais de uma.

    Se uma pessoa bebe três ou mais doses de bebidas alcoólicas por dia, deve perguntar ao médico se pode tomar acetaminofeno. Para não aumentar o risco de lesão hepática, não se deve ingerir álcool se tomar uma ou duas doses ocasionais do medicamento.

  • O acetaminofeno usado de modo adequado é perigoso?

    O acetaminofeno é dos medicamentos mais seguros e eficazes conhecidos, quando usado nas doses e nos intervalos recomendados.

  • Como é tratada uma dose excessiva?

    Qualquer pessoa com sinais de envenenamento com acetaminofeno deve ser levada a um serviço de emergência. Se ficar estabelecido que foi ingerida uma dose excessiva, é aplicado um antídoto (N-acetilcisteína), que é mais eficaz se usado de 8 a 12 horas após a ingestão. Outros medicamentos podem ser usados para aliviar sintomas. Se houver suspeita de remédio ainda no estômago (até quatro horas após a ingestão), é usado carvão ativado, que se liga ao resto do medicamento e impede sua absorção pelo corpo. Até uma hora após a ingestão, pode ser feita uma lavagem gástrica, em que um tubo flexível é inserido pelo nariz até o estômago e é bombeada água ou solução salina para o estômago, e retirada por sucção junto com o conteúdo gástrico.
    Algumas vezes ocorre lesão hepática extensa apesar do tratamento com N-acetilcisteína. Havendo insuficiência hepática, pode ser necessário um transplante de fígado.

Fontes do artigo

MedlinePlus Medical Encyclopedia. Acetaminophen overdose. Available online at http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/002598.htm. Accessed August 2010.

MedlinePlus Drug Information. Acetaminopen. Available online at http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/druginfo/meds/a681004.html. Accessed August 2010.

MayoClinic.com. Acetaminophen. Available online at http://www.mayoclinic.com/health/drug-information/DR601885 through http://www.mayoclinic.com. Accessed August 2010.

ARUP Lab Tests. Acetaminophen. Available online at http://www.aruplab.com/guides/ug/tests/0090001.jsp through http://www.aruplab.com. Accessed August 2010.

Dart, R. et. al. (© 2006). Acetaminophen Poisoning: an Evidence-Based Consensus. Guideline for Out-of-Hospital Management. Clinical Toxicology 44:1-18, 2006 [On-line information]. PDF available for download at http://www.aapcc.org/archive/FinalizedPMGdlns/APAP%20-%20final%20guideline%209.9.05.pdf through http://www.aapcc.org.

Wu, A. (© 2006). Tietz Clinical Guide to Laboratory Tests, 4th Edition: Saunders Elsevier, St. Louis, MO. Pp 1238-1239.

Clarke, W. and Dufour, D. R., Editors (© 2006). Contemporary Practice in Clinical Chemistry: AACC Press, Washington, DC. Pp 470-471.

Tietz Textbook of Clinical Chemistry and Molecular Diagnostics. Burtis CA, Ashwood ER, Bruns DE, eds. St. Louis: Elsevier Saunders; 2006, Pp 1807, 1304-1305.

Henry's Clinical Diagnosis and Management by Laboratory Methods. 21st ed. McPherson R, Pincus M, eds. Philadelphia, PA: Saunders Elsevier: 2007, P. 316.

Kasper DL, Braunwald E, Fauci AS, Hauser SL, Longo DL, Jameson JL eds, (2005) Harrison's Principles of Internal Medicine, 16th Edition, McGraw Hill, P. 1840-1841.

Wu, A. and McKay, C., Editors (© 2003). Recommendations For The Use Of Laboratory Tests To Support Poisoned Patients Who Present To The Emergency Department. The National Academy of Clinical Biochemistry Laboratory Medicine Practice Guidelines, SECTION IV. Recommendations on Laboratory Assays for Other Toxicants as Causes of Poisonings: A. "Universal" acetaminophen and salicylate screening [On-line information]. Available online at http://www.aacc.org/SiteCollectionDocuments/NACB/LMPG/toxicology/emergency_lmpg.pdf#page=28 through http://www.aacc.org. Accessed August 2010.

Pagana, K. D. & Pagana, T. J. (© 2007). Mosby's Diagnostic and Laboratory Test Reference 8th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO. Pp 361-364, 684-685.

(Sept 23 2009) Farrell S. Toxicity, Acetaminophen: Treatment and Medication. Medscape article. Available online at http://emedicine.medscape.com/article/820200-treatment through http://emedicine.medscape.com. Accessed August 2010.