Também conhecido como
HIAA
Nome formal
Ácido 5-hidroxi-indolacético
Este artigo foi revisto pela última vez em
Este artigo foi modificado pela última vez em
19 de Junho de 2018.
De relance
Por que fazer este exame?

Para diagnosticar e monitorar o tratamento de tumores carcinoides secretores de serotonina.

Quando fazer este exame?

Quando há sintomas sugestivos de tumor carcinoide, como rubor, taquicardia, diarreia ou sibilos, e para acompanhar o tratamento.

Amostra:

Uma amostra de urina de 24 horas. Em alguns casos, uma amostra aleatória de urina.

É necessária alguma preparação?

Pode ser necessário evitar alguns alimentos e alguns medicamentos durante um período antes da colheita.

O que está sendo pesquisado?

Esse exame mede a quantidade de ácido 5-hidroxi-indolacético (5-HIAA) na urina. É o principal metabólito da serotonina, um derivado do aminoácido triptofano. A serotonina é produzida no sistema nervoso central, principalmente no cérebro, e em células especiais no tubo digestivo e nos brônquios (pulmões). Ela participa da transmissão de impulsos nervosos, da constrição de vasos sanguíneos e do ciclo do sono, e afeta o humor. Após ser usada, a serotonina é decomposta no fígado, e seus metabólitos, incluindo o 5-HIAA, são excretados na urina.

Normalmente, há apenas uma pequena quantidade de 5-HIAA na urina. Entretanto, alguns tumores carcinoides podem produzir grandes volumes de serotonina e, em consequência, de 5-HIAA. Os tumores carcinoides são massas de crescimento lento, cancerosas ou não, que se formam com maior frequência no tubo digestivo e nos pulmões. Podem permanecer silenciosos ou ser descobertos por acaso durante cirurgias feitas por outras razões. Uma pequena parte cresce a ponto de causar obstrução intestinal ou brônquica.

Cerca de 10% dos tumores carcinoides, especialmente os do tubo digestivo que se expandem para o fígado, secretam serotonina em quantidade suficiente para provocar sintomas como rubor facial, diarreia, taquicardia e sibilos, chamados de síndrome carcinoide. A secreção excessiva de serotonina pode ser contínua ou intermitente.

Como a amostra é obtida para o exame?

Para a colheita de urina de 24 horas, toda a urina emitida durante 24 horas deve ser guardada, de preferência em um local fresco e escuro, como a geladeira.

É necessário algum preparo para garantir a qualidade da amostra?

A preparação antes de colheita é importante para a exatidão dos resultados. Diversos alimentos interferem nos resultados, como banana, abacate, abacaxi, ameixas, nozes, tomate, kiwi e berinjela, e devem ser evitados durante três dias antes da colheita. Alguns medicamentos também interferem nos resultados, mas não se deve suspender nenhum deles sem ordem médica.

Accordion Title
Perguntas frequentes
  • Como o exame é usado?

    O 5-HIAA é pedido sozinho ou junto com a dosagem de serotonina no sangue para diagnóstico e monitoração de tumores carcinoides. Prefere-se uma amostra de urina de 24 horas porque o nível na urina varia durante o dia. Às vezes, é uma amostra aleatória de urina, em geral com uma dosagem de creatinina na urina, quando não é possível colher a amostra de 24 horas. Entretanto, a amostra aleatória é menos exata, e o excesso de 5-HIAA pode não ser detectado se a secreção de serotonina for intermitente.

  • Quando o exame é pedido?

    Pede-se esse exame principalmente quando há sintomas sugestivos de tumor carcinoide, incluindo:

    • Rubor da face e do pescoço
    • Diarreia, náuseas e vômitos
    • Taquicardia
    • Sibilos, tosse, dificuldade respiratória

    O exame é usado para diagnósticar e monitorar o tratamento.

  • O que significa o resultado do exame?

    Um aumento do nível de 5-HIAA na urina sugere tumor carcinoide, mas o diagnóstico deve ser confirmado por uma biópsia. Em geral, o médico pede exames de imagem para localizar qualquer tumor presente.

    Uma concentração normal de 5-HIAA na urina não exclui a presença de tumores carcinoides. Alguns não secretam serotonina ou têm secreção intermitente.

    Quando o 5-HIAA é usado para monitoração, diminuiçãodos níveis indica sucesso, enquanto o aumento indica fracasso do tratamento.

  • Há mais alguma coisa que eu devo saber?

    Diversos medicamentos aumentam os resultados, incluindo acetaminofeno, cafeína, efedrina, diazepam, nicotina, gaiacol e fenobarbital, e outros diminuem, como aspirina, álcool etílico, imipramina, levodopa, metildopa, inibidores da MAO, heparina, isoniazida e antidepressivos tricíclicos. O médico deve ser consultado antes que o paciente reduza ou suspenda qualquer medicamento.

  • Por que eu devo colher urina durante 24 horas?

    A concentração de 5-HIAA na urina varia ao longo do dia. A colheita durante 24 horas permite uma avaliação da secreção média no dia, que detecta aumentos com mais facilidade que uma amostra isolada aleatória.

  • Existem outros metabólitos da serotonina?

    Sim. Outro metabólito importante é o 5-hidroxitriptofol (5-HTOL). Esta substância não é avaliada de rotina, mas pode ser usada às vezes junto com o 5-HIAA como indicativa de consumo de álcool em vivos e mortos.

  • Meus resultados serão exatos se eu continuar a tomar meus medicamentos?

    Se um medicamento aumenta ou diminui as quantidades de serotonina e de 5-HIAA, os resultados podem ser afetados. O médico decide se o medicamento deve ser suspenso com segurança durante alguns dias antes da colheita. Se houver necessidade de manter a medicação, o médico levará isso em conta na interpretação dos resultados.

  • Algumas pessoas têm um risco aumentado de desenvolver um tumor carcinoide?

    Qualquer pessoa pode desenvolver um tumor carcinoide, mas eles são mais frequentes entre 55 e 65 anos de idade. Pessoas com história familiar de neoplasias endócrinas múltiplas (MEN1) têm um risco maior de tumores das glândulas do sistema endócrino, e de tumores carcinoides.

Fontes do artigo

S1
Thomas, Clayton L., Editor (1997). Taber’s Cyclopedic Medical Dictionary. F.A. Davis Company, Philadelphia, PA [18th Edition].

S2
Pagana, Kathleen D. & Pagana, Timothy J. (2001). Mosby’s Diagnostic and Laboratory Test Reference 5th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO. Pp 497-498.

S3
(2005). Gastrointestinal Carcinoid Tumors, A Detailed Guide [124 paragraphs]. American Cancer Society [On-line information]. Available FTP: http://www.cancer.org/docroot/CRI/CRI_2_3x.asp?dt=14

S4
Nanda, R. (2005 April 15, Updated). 5-HIAA [10 paragraphs]. MedlinePlus Medical Encyclopedia [On-line information]. Available FTP: http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/003612.htm

S5
Brose, M. (2004 August 3, Updated). Carcinoid Syndrome [24 paragraphs]. MedlinePlus Medical Encyclopedia [On-line information]. Available FTP: http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/000347.htm

S6
Zuetenhorst, J. et. al. (2004 July 9). Daily Cyclic Changes in the Urinary Excretion of 5-Hydroxyindoleacetic Acid in Patients with Carcinoid Tumors [30 paragraphs]. Clinical Chemistry [On-line journal]. Available FTP: http://www.clinchem.org/cgi/content/full/50/9/1634

S7
(© 2006). 5-Hydroxyindoleacetic Acid (HIAA), Urine [6 paragraphs]. ARUP’s Guide to Clinical Laboratory Testing [On-line information]. Available FTP: http://www.aruplab.com/guides/clt/tests/clt_a349.jsp#1152320

S8
Datta, V. (2005 May 17, Updated). Serum serotonin level [8 paragraphs]. MedlinePlus Medical Encyclopedia [On-line information]. Available FTP: http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/003562.htm

S9
Sweeney, J. and Rosemurgy, A. (1997 January/February). Carcinoid Tumors of the Gut [23 paragraphs]. Cancer Control Journal v4 (1) [On-line journal]. Available FTP: https://www.moffitt.usf.edu/pubs/ccj/v4n1/article2.htm

S10
Strosberg, J. et. al. (2006 January). Selective Hepatic Artery Embolization for Treatment of Patients With Metastatic Carcinoid and Pancreatic Endocrine Tumors [40 paragraphs]. Cancer Control Journal v13 (1) [On-line journal]. Available FTP: https://www.moffitt.usf.edu/pubs/ccj/

S11
Johnson, R. et. al. (2003 November). Ethanol Origin in Postmortem Urine: A LC/MS Determination of Serotonin Metabolites [4 paragraphs]. Federal Aviation Administration [On-line Medicine Technical Report]. Available online

On average it takes 7 working days for the blood test results to come back from the hospital, depending on the exact tests requested. Some specialist test results may take longer, if samples have to be sent to a reference (specialist) laboratory. The X-ray & scan results may take longer. If you are registered to use the online services of your local practice, you will be able to access your results online.

If the doctor wants to see you about the result(s), you will be offered an appointment. If you are concerned about your test results, you will need to arrange an appointment with your doctor so that all relevant information including age, ethnicity, health history, signs and symptoms, laboratory and other procedures (radiology, endoscopy, etc.), can be considered.

Lab Tests Online-UK is an educational website designed to provide patients and carers with information on laboratory tests used in medical care. We are not a laboratory and are unable to comment on an individual's health and treatment.

Reference ranges are dependent on many factors, including patient age, gender, sample population, and test method, and numeric test results can have different meanings in different laboratories.

For these reasons, you will not find reference ranges for the majority of tests described on this web site. The lab report containing your test results should include the relevant reference range for your test(s). Please consult your doctor or the laboratory that performed the test(s) to obtain the reference range if you do not have the lab report.

For more information on reference ranges, please read Reference Ranges and What They Mean.