Este artigo foi revisto pela última vez em
Este artigo foi modificado pela última vez em 10 de Julho de 2017.

O que é?


A doença de Lyme é uma infecção causada pela bactéria Borrelia burgdorferi, transmitida por algumas espécies de carrapatos. Estes transmissores são pequenos, do tamanho de uma cabeça de alfinete, e podem ser encontrados em qualquer área da pele, mas são mais comuns no couro cabeludo e na virilha. Nem todos os carrapatos são infecciosos e, para que haja a transmissão, é necessário que eles permaneçam fixos na pele durante 24 a 72 horas.

A doença se inicia com uma inflamação da pele em torno da picada, que se estende para articulações, para o sistema nervoso central e para outros órgãos. É encontrada em todo o hemisfério norte, com variações de cepas de bactérias causadoras (espiroquetas do gênero Borrelia) e de carrapatos (do gênero Ixodes). A maioria dos casos ocorre durante a primavera e o verão, quando as pessoas passam mais tempo ao ar livre e os carrapatos estão mais ativos.

No Brasil, foram encontrados diversos carrapatos portadores de cepas ainda não identificadas de Borrelia bugdorferi, e raros casos da doença foram descritos no estado de São Paulo.

Sintomas


A evolução da doença de Lyme é dividida em estágios, começando com a doença localizada inicial, seguida por doença disseminada e doença tardia ou crônica. O primeiro sintoma é uma erupção de pele circular chamada eritema migrans, em torno da picada. O eritema dura diversas semanas e chega a medir vários centímetros de diâmetro, podendo ter o aspecto de alvo com círculos concêntricos. Algumas pessoas desenvolvem áreas múltiplas de eritema, e outras não apresentam nenhuma alteração de pele.

Com o progresso da infecção, aparecem sintomas semelhantes aos de um resfriado, como:

  • Cefaleia
  • Febre e calafrios
  • Aumento de linfonodos
  • Dores musculares e articulares, que podem ser intermitentes
  • Fadiga

Após semanas a meses, é possível ocorrer:

  • Fraqueza e paralisia facial (paralisia de Bell)
  • Formigamento e dor nos braços e nas pernas
  • Meningite, com cefaleia intensa e rigidez de nuca
  • Dor torácica e arritmias cardíacas (raras)
  • Irritação ocular, com eritema, dor e visão embaçada (rara)

Na doença tardia ou crônica, pode haver:

  • Artrite, intermitente, em especial nos joelhos
  • Dor e fraqueza muscular
  • Perda da memória, dificuldade de concentração e alteração dos padrões de sono

Exames


O diagnóstico de doença de Lyme se baseia na apresentação clínica, incluindo a presença de eritema migrans, na história de picada de carrapato e na passagem por áreas onde a doença é encontrada. Quando a história, os sintomas e o exame físico são suficientes para o diagnóstico, em geral não são pedidos exames laboratoriais.

Os exames laboratoriais são usados quando os sintomas sugerem a possibilidade de doença de Lyme. Os mais comuns detectam a presença de anticorpos contra a bactéria. Se a pessoa apresenta sintomas relacionados ao sistema nervoso central como meningite, esses exames podem ser feitos no líquido cefalorraquiano.

Exames laboratoriais

  • Anticorpos anti-Borrelia burgdorferi IgM e IgG – Podem estar positivos em infecções por bactérias semelhantes à da doença de Lyme, como a que causa a sífilis
  • Western Blot para Borrelia burdorferi – Para confirmar resultados positivos ou indeterminados da pesquisa de anticorpos.
  • A PCR (reação em cadeia de polimerase) é feita ocasionalmente no líquido cefalorraquiano ou em líquido sinovial para detectar DNA da bactéria, e é um método de diagnóstico muito sensível.
  • Raramente, é feita cultura de uma biópsia de pele para detectar a bactéria.

Exames não laboratoriais
Exames de imagem são pedidos para excluir outras doenças com sintomas semelhantes.

Prevenção e tratamento

Prevenção
Ainda não foi desenvolvida uma vacina para a doença de Lyme, mas algumas precauções reduzem muito o risco de infecção, incluindo uso de roupas claras com mangas de camisas e calças compridas, colocação das meias por cima das calças, sapatos fechados e uso de repelentes para carrapatos. Além disso, é importante evitar áreas de florestas ou capim, procurar carrapatos na pele após percorrer essas áreas e remover logo os que forem encontrados. Os carrapatos devem ser procurados também em animais de estimação.

Tratamento
O tratamento da doença de Lyme é feito com antibióticos orais durante algumas semanas a alguns meses. A recuperação em geral é rápida e completa. Em alguns casos, é possível persistirem alguns sintomas articulares e neurológicos.

Páginas relacionadas


Neste site
Tests: doença de Lyme

Em outros sites da internet
Lyme Disease Foundation
Infectious Diseases Society of America: Lyme Disease Facts
FamilyDoctor.org: Lyme Disease
KidsHealth.org: Lyme Disease
Mayo Clinic: Lyme Disease
National Institute of Allergy and Infectious Diseases: Lyme Disease, The Facts The Challenge
U.S. Food and Drug Administration: Beware of Ticks … & Lyme Disease
Centers for Disease Control and Prevention: Learn About Lyme Disease

Fontes do artigo

NOTA: Este artigo se baseia em pesquisas que incluíram as fontes citadas e a experiência coletiva de Lab Tests Online Conselho de Revisão Editorial. Este artigo é submetido a revisões periódicas do Conselho Editorial, e pode ser atualizado como resultado dessas revisões. Novas fontes citadas serão adicionadas à lista e distinguidas das fontes originais usadas.

Fontes usadas na revisão atual

Wormser GP, et al. The Clinical Assessment, Treatment, and Prevention of Lyme Disease, Human Granulocytic Anaplasmosis, and Babesiosis: Clinical Practice Guidelines by the Infectious Diseases Society of America. Clinical Infectious Diseases 2006;43:1089–1134. Available online at http://www.journals.uchicago.edu/doi/full/10.1086/508667?cookieSet=1 through http://www.journals.uchicago.edu. Accessed June 2009.

(May 1, 2008) Press Release: Agreement Ends Lyme Disease Investigation by Connecticut Attorney General. Available online at http://www.idsociety.org/Content.aspx?id=11182 through http://www.idsociety.org. Accessed June 2009.

Pagana, K. D. & Pagana, T. J. (© 2007). Mosby's Diagnostic and Laboratory Test Reference 8th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO. Pp 632-633.

Wu, A. (© 2006). Tietz Clinical Guide to Laboratory Tests, 4th Edition: Saunders Elsevier, St. Louis, MO. Pp 1538.

Forbes, B. et. al. (© 2007). Bailey & Scott's Diagnostic Microbiology, 12th Edition: Mosby Elsevier Press, St. Louis, MO. Pp 537-539.

(Modified 2009 January 27). Learn About Lyme Disease. Centers for Disease Control and Prevention [On-line information]. Available online at http://www.cdc.gov/ncidod/dvbid/lyme/ through http://www.cdc.gov. Accessed March 2009.

(Reviewed 2008 October 7). Lyme Disease Diagnosis. Centers for Disease Control and Prevention [On-line information]. Available online at http://www.cdc.gov/ncidod/dvbid/lyme/ld_humandisease_diagnosis.htm through http://www.cdc.gov. Accessed March 2009.

Editorial staff (Updated 2008 May). Lyme Disease. Familydoctor.org [On-line information]. Available online at http://familydoctor.org/online/famdocen/home/common/infections/common/bacterial/257.printerview.html through http://familydoctor.org. Accessed March 2009.

(2007 June 27). Beware of Ticks … & Lyme Disease. U.S. Food and Drug Administration [On-line information]. Available online at http://www.fda.gov/consumer/updates/lymedisease062707.html through http://www.fda.gov. Accessed March 2009.

(Reviewed 2008 October 8). Lyme Disease Treatment and Prognosis Centers for Disease Control and Prevention [On-line information]. Available online at http://www.cdc.gov/ncidod/dvbid/lyme/ld_humandisease_treatment.htm through http://www.cdc.gov. Accessed March 2009.

Mayo Clinic Staff (2008 May 2). Lyme disease. MayoClinic.com [On-line information]. Available online at http://www.mayoclinic.com/print/lyme-disease/DS00116/METHOD=print&DSECTION=all through http://www.mayoclinic.com. Accessed March 2009.

(2008 July). Lyme Disease - The Facts The Challenge. National Institute of Allergy and Infectious Diseases, National Institute of Arthritis and Musculoskeletal and Skin Diseases [On-line information]. PDF available for download at http://www3.niaid.nih.gov/topics/lymeDisease/PDF/LymeDisease.pdf through http://www3.niaid.nih.gov. Accessed March 2009.

(© 2009). Lyme Disease: A Patient's Guide. American College of Physicians [On-line information]. Available online at http://www.acponline.org/clinical_information/resources/lyme_disease/patient/ through http://www.acponline.org. Accessed March 2009.

Edlow, J. (Updated 2008 December 12). Tick-Borne Diseases, Lyme. Emedicine [On-line information]. Available online at http://emedicine.medscape.com/article/786767-overview through http://emedicine.medscape.com. Accessed March 2009.

Fontes usadas em revisões anteriores

Thomas, Clayton L., Editor (1997). Taber's Cyclopedic Medical Dictionary. F.A. Davis Company, Philadelphia, PA [18th Edition].

Pagana, Kathleen D. & Pagana, Timothy J. (2001). Mosby's Diagnostic and Laboratory Test Reference 5th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO.