Também conhecido como
Hipertrofia prostática benigna
HPB
Este artigo foi revisto pela última vez em
Este artigo foi modificado pela última vez em 29 de Novembro de 2019.
Resumo

A hiperplasia prostática benigna é um aumento não canceroso da próstata - uma pequena glândula que envolve a uretra masculina e que produz uma secreção que faz parte do sêmen. O aumento de volume comprime a uretra, dificultando a passagem de urina e causando sintomas como hesitação urinária, necessidade frequente e urgente de urinar e gotejamento no final da micção. Aumentos maiores elevam o risco de infecção e de cálculos urinários, e causam refluxo urinário e lesão renal. Pode haver também dor durante o orgasmo e impotência sexual. Em casos raros, um bloqueio total do fluxo de urina exige tratamento médico imediato.

O tipo e a gravidade dos sintomas variam entre pessoas e com o tempo. Em muitos casos, eles são apenas um aborrecimento; em outros, afetam a qualidade de vida e a saúde.

A incidência aumenta com a idade. Aos 60 anos, cerca de 50% dos homens têm algum grau de aumento da próstata, e até 90% são afetados aos 80 anos de idade.

Não há relação entre a hiperplasia benigna de próstata e o câncer de próstata, mas os dois problemas podem coexistir.

 

 

 

Accordion Title
Sobre Hiperplasia Prostática Benigna
  • Exames

    A avaliação do paciente envolve uma história clínica e familiar e exame físico, que inclui exame retal digital. Exames de imagem e laboratoriais são usados para avaliar o tamanho da próstata e para excluir outros problemas que podem estar presentes. Em alguns casos, é feita uma biópsia para excluir câncer da próstata.

    Alguns exames laboratoriais:

    Alguns exames não laboratoriais:

    • Ultrassonografia – Para medir o tamanho da próstata e o volume de urina retido na bexiga
    • Cistoscopia – Avaliação endoscópica da uretra e da bexiga
    • Medidas do fluxo e da pressão urinárias - Avaliam o grau de obstrução e de retenção urinária
    • Biópsia da próstata – Exame ao microscópio de amostras de tecido prostático para pesquisa de câncer
  • Tratamento

    A necessidade de tratamento depende da intensidade dos sintomas e da ocorrência de complicações. As opções incluem medicamentos e diversos tipos de cirurgia que reduzem o tamanho da próstata e melhoram o fluxo de urina.

Fontes do Artigo

Fontes usadas na revisão atual

Urologyhealth.org: Diagnosis of BPH. Available online at http://www.urologyhealth.org/search/index.cfm?topic=173&search=BPH&searchtype=and through http://www.urologyhealth.org. Reaccessed July 16, 2009.

Fontes usadas em revisões anteriores

Thomas, Clayton L., Editor (1997). Taber’s Cyclopedic Medical Dictionary. F.A. Davis Company, Philadelphia, PA [18th Edition].

Pagana, Kathleen D. & Pagana, Timothy J. (2001). Mosby’s Diagnostic and Laboratory Test Reference 5th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO.

Ballentine Carter, H., et. al. (2204 September 22). Report to the Nation on Prostate Cancer 2004, Chapter 1: Detection, Diagnosis, and Prognosis of Prostate Cancer CME. Medscape Today, Clinical Update [On-line CME]. Available online at http://www.medscape.com/viewprogram/3440?src=sidesearch through http://www.medscape.com.

(2004 August 17, Reviewed). The Prostate-Specific Antigen (PSA) Test: Questions and Answers. National Cancer Institute, Cancer Facts [On-line information]. Available online at http://cis.nci.nih.gov/fact/5_29.htm through http://cis.nci.nih.gov.

(© 1995 – 2004). Benign Prostatic Hyperplasia. Merck Manual [On-line information]. Available online through http://www.merck.com.

(2003 March, Reviewed). Benign Prostatic Hyperplasia (BPH). Familydoctor.org [[On-line information]. Available online at http://familydoctor.org/148.xml through http://familydoctor.org.

(2003 August, Reviewed). Benign Prostatic Hyperplasia (BPH), A Patient’s Guide. American Urological Association [On-line information]. Available online through http://www.urologyhealth.org.