Também conhecido como
Tempo de coagulação ativado
Nome formal
Tempo de coagulação ativado
Este artigo foi revisto pela última vez em
Este artigo foi modificado pela última vez em
18 de Junho de 2018.
De relance
Por que fazer este exame?

Para monitorar anticoagulação com heparina durante bypass cardiopulmonar, angioplastia coronariana, hemodiálise e outros procedimentos.

Quando fazer este exame?

Quando são usadas altas doses de heparina para inibir a coagulação durante procedimentos como bypass cardiopulmonar; quando os níveis de heparina estão altos demais para serem monitorados com o uso do tempo de tromboplastina parcial (TTP); quando há necessidade de um resultado rápido para monitorar o tratamento.

Amostra:

Uma amostra de sangue colhida de uma veia do braço.

É necessária alguma preparação?

Nenhuma.

O que está sendo pesquisado?

O tempo de coagulação ativado é usado principalmente para monitorar o tratamento anticoagulante com heparina não fracionada em doses altas. A heparina é um inibidor da coagulação do sangue, usado por injeções intravenosas ou subcutâneas. Em doses moderadas, a heparina é usada para evitar ou tratar a formação inadequada de coágulos (trombose ou tromboembolia) e é monitorada com o tempo de tromboplastina parcial (TTP) ou com a dosagem de heparina (anti-Xa). A monitoração é importante porque as pessoas reagem de modo diferente às mesmas doses do medicamento. Se a dose de heparina for insuficiente, a pessoa pode formar coágulos nos vasos sanguíneos; se for excessiva, há risco de hemorragias.

Doses altas de heparina são usadas em cirurgias com circulação extracorpórea (bypass cardiopulmonar). O sangue é filtrado e oxigenado fora do corpo usando dispositivos mecânicos. O contato do sangue com superfícies artificiais ativa as plaquetas e a coagulação, iniciando processos que resultam na formação de coágulos. Doses altas de heparina são usadas para inibir a coagulação, mantendo um equilíbrio delicado entre coagulação excessiva e sangramento. Nesse nível de anticoagulação, o tempo de tromboplastina parcial (TTP) não é útil, porque envolve uma reação de coagulação in vitro que não ocorre por causa da inibição pela heparina.

O tempo de coagulação ativado pode ser feito e repetido em intervalos à beira do leito na sala de cirurgia e após a cirurgia. Como o TTP, ele mede a inibição da coagulação pela heparina, mas não o nível de heparina no sangue, permitindo alteração rápida da infusão de heparina para manter o nível desejado de anticoagulação. Após a cirurgia, as doses de heparina são reduzidas.

A sensibilidade do tempo de coagulação ativado depende do ativador usado. Alguns testes são usados para níveis de heparina mais baixos, e outros para níveis altos. Quando a heparina é utilizada em níveis de manutenção, o tempo de coagulação ativado é substituído pelo TTP.

Algumas vezes, o tempo de coagulação ativado é emprgado para controlar doses comuns de heparina em pacientes com anticoagulante lúpico, porque este interfere no TTP.

O tempo de coagulação ativado pode ser utilizado também para monitorar os efeitos inibidores de inibidores diretos da trombina, como bivalirudina e argatroban.

Como a amostra é obtida para o exame?

Uma amostra de sangue é obtida inserindo uma agulha em uma veia do braço.

NOTA: Se exames médicos em você ou em alguém importante para você o deixam ansioso ou constrangido, ou se você tem dificuldade de lidar com eles, leia um ou mais dos seguintes artigos: Lidando com dor, desconforto ou ansiedade durante o exame, Conselhos sobre exames de sangue, Conselhos para ajudar crianças durante exames médicos, e Conselhos para ajudar idosos durante exames médicos.

Outro artigo, Siga essa amostra, fornece uma visão da coleta e do processamento de uma amostra de sangue e de uma amostra de cultura da garganta.

É necessário algum preparo para garantir a qualidade da amostra?

Nenhuma preparação é necessária.

Accordion Title
Perguntas frequentes
  • Como o exame é usado?

    O tempo de coagulação ativado é usado com frequência para monitorar o efeito de altas doses de heparina durante cirurgia com bypass cardiopulmonar, angioplastia coronariana e hemodiálise. É pedido quando o tempo de tromboplastina parcial (TTP) não é útil, como em tratamento com heparina em altas doses ou na presença de um anticoagulante lúpico. É usado também, às vezes, com o PTT para monitorar o efeito anticoagulante de inibidores diretos da trombina, como bivalirudina e argatroban.

  • Quando o exame é pedido?

    O tempo de coagulação ativado é pedido após a dose inicial de heparina e antes do início de procedimentos que exigem um alto nível de anticoagulação. Durante o procedimento, é medido em intervalos para manter o nível ideal de anticoagulação. Após o procedimento, é usado para controlar a redução da dose ou a neutralização da heparina.

    Ocasionalmente, o tempo de coagulação ativado é utilizado como parte de uma avaliação à beira do leito do nível de anticoagulação com heparina de um paciente, especialmente quando ele tem um anticoagulante lúpico.

    Pode também ser empregado para monitorar inibidores diretos da trombina.

  • O que significa o resultado do exame?

    O tempo de coagulação ativado é medido em segundos: quanto mais longo, maior é a inibição da coagulação. Durante procedimentos, o tempo é mantido acima de um valor estabelecido, e a dose de heparina é ajustada de acordo com os resultados de cada medida. Após o fim, as doses são diminuídas até a estabilização do paciente.

  • Há mais alguma coisa que eu devo saber?

    Os resultados do tempo de coagulação ativado e do TTP não são intercambiáveis. Na faixa em que são usados para controle da dose de heparina (faixa alta do PTT e faixa baixa do tempo de coagulação ativado), a correlação entre os dois não é boa, e a avaliação dos resultados deve ser independente. A correlação entre o tempo de coagulação ativado e a dosagem de heparina por medida do fator Xa também não é boa. No entanto, a experiência mostra que o uso do exame à beira do leito é suficiente para reduzir a necessidade de transfusões em pacientes submetidos a cirurgia cardiovascular.

    O tempo de coagulação ativado é influenciado pela contagem de plaquetas e pela função plaquetária. Durante bypass cardiopulmonar, as plaquetas são ativadas e podem ter sua função alterada. A cirurgia e a própria heparina podem diminuir a contagem de plaquetas (trombocitopenia). Durante a circulação extracorpórea, o sangue sofre algum resfriamento, que alonga os resultados. Deficiências hereditárias ou adquiridas de fatores da coagulação também afetam os resultados.

  • O tempo de coagulação ativado é feito também no laboratório central?

    Raramente. A amostra não é estável e é necessário um resultado rápido para orientar o tratamento. O exame é mais útil na beira do leito, na sala de cirurgia ou em um laboratório satélite.

  • Anticoagulantes lúpicos interferem no tempo de coagulação ativado?

    Em geral, o tempo de coagulação ativado não é afetado por anticoagulantes lúpicos. Entretanto, sabe-se que algumas técnicas são afetadas. Assim, é importante seguir as instruções do fabricante e determinar se o teste é adequado para monitorar tratamento com heparina em pessoas com anticoagulantes lúpicos ou com síndrome anti-fosfolipídio.

Fontes do artigo

NOTA: Este artigo se baseia em pesquisas que incluíram as fontes citadas e a experiência coletiva de Lab Tests Online Conselho de Revisão Editorial. Este artigo é submetido a revisões periódicas do Conselho Editorial, e pode ser atualizado como resultado dessas revisões. Novas fontes citadas serão adicionadas à lista e distinguidas das fontes originais usadas.

S1
Pagana, Kathleen D. & Pagana, Timothy J. (© 2007). Mosby’s Diagnostic and Laboratory Test Reference 8th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO. Pp 9-11.

S2
Clarke, W. and Dufour, D. R., Editors (2006). Contemporary Practice in Clinical Chemistry, AACC Press, Washington, DC. Pp 233.

S3
Wu, A. (2006). Tietz Clinical Guide to Laboratory Tests, Fourth Edition. Saunders Elsevier, St. Louis, Missouri. Pp 44-46.

S4
Ganter, M. et. al. (2005). Monitoring Activated Clotting Time for Combined Heparin and Aprotinin Application: An In Vitro Evaluation of a New Aprotinin-Insensitive Test Using SONOCLOT [24 paragraphs]. Anesth Analg 2005; 101:308-314. [On-line journal article]. Available online at http://www.anesthesia-analgesia.org. Accessed on 8/18/07.

S5
(2007 May 29). Activated Clotting Time [7 paragraphs]. Massachusetts General Hospital Pathology Service [On-line information]. Available online at http://www.massgeneral.org/pathology. Accessed on 8/12/07.

S6
Baird, C. et. al. (2007). Anticoagulation and Pediatric Extracorporeal Membrane Oxygenation: Impact of Activated Clotting Time and Heparin Dose on Survival [51 paragraphs]. Ann Thorac Surg 2007;83:912-920. [On-line journal article]. Available online at http://ats.ctsnetjournals.org. Accessed on 8/18/07.

S7
Jabr K, Johnson JH, McDonald MH, Walsh DL, Martin WD, Johnson AC, Pickett JM, Shantha-Martin U. Plasma-modified ACT can be used to monitor bivalirudin (Angiomax) anticoagulation for on-pump cardiopulmonary bypass surgery in a patient with heparin-induced thrombocytopenia. J Extra Corpor Technol. 2004; 36:174-7.

S8
Tremey B, Szekely B, Schlumberger S, François D, Liu N, Sievert K, Fischler M. Anticoagulation monitoring during vascular surgery: accuracy of the Hemochron low range activated clotting time (ACT-LR). Br J Anaesth. 2006; 97:453-9.

S9
Thomas, Clayton L., Editor (1997). Taber’s Cyclopedic Medical Dictionary. F.A. Davis Company, Philadelphia, PA [18th Edition].

S10
Pagana, Kathleen D. & Pagana, Timothy J. (2001). Mosby’s Diagnostic and Laboratory Test Reference 5th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO.

S11
(2002 November 19, Updated). Activated Clotting Time [9 paragraphs]. Mass. Gen Hospital, Pathology Service, Laboratory Medicine Coag Test Handbook Index [On-line information]. Available online at http://www.mgh.harvard.edu

S12
Carville, D. and Guyer, K. (2000 September). Hemostasis testing: Past, present, and future [33 paragraphs]. Medical devicelink [On-line information]. Available online at http://www.devicelink.com

S13
(1998 Spring). Anticoagulation Services Newsletter [46 paragraphs]. Detroit Medical Center Department of Pharmacy Services, v 3 (2) [On-line Newsletter]. PDF available for download at http://www.dmcpharmacy.org

S14
Chapter 2: Mediastinal Bleeding / Emergency Sternotomy, Manipulations on Cardiopulmonary Bypass [23 paragraphs]. Stony Brook State Univ of NY, Dept of Surgery, Cardiac Surgical Resident’s Handbook.

S15
Zwischenberger, J. and Bartlett, R. What is ECLS? An Introduction to Extracorporeal Life Support [8 paragraphs]. University of Michigan Health System [On-line information]. Available online at http://www.med.umich.edu

S16
Menta, S. (1999 Spring). The Coagulation Cascade [148 paragraphs]. Physiology Disorders Evaluation, College of Medicine, Univ of Florida.

S17
Elstrom, R. (2001 November 25, Updated). PTT [14 paragraphs]. MEDLINEplus Health Information, Medical Encyclopedia [On-line information]. Available online at http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/003653.htm