Este artigo foi revisto pela última vez em
Este artigo foi modificado pela última vez em 30 de Novembro de 2019.
Accordion Title
Sobre Síndrome de Fadiga Crônica
  • Sinais e Sintomas

    Além dos sintomas característicos da síndrome de fadiga crônica, também podem ser observados, incluindo:

    • dor abdominal
    • distensão abdominal
    • dor torácica
    • tosse crônica
    • depressão e ansiedade
    • diarreia
    • tonteiras
    • olhos e boca secos
    • dores de ouvido
    • palpitações
    • dor na mandíbula
    • rigidez matinal
    • náuseas e perda do apetite
    • suores noturnos
    • falta de ar
  • Exames

    Não há um exame que possa ser usado no diagnóstico da síndrome de fadiga crônica. Ele é feito por exclusão de outras doenças, utilizando:

    • documentação da história clínica do paciente
    • exame clínico completo
    • avaliação das funções cognitivas
    • exclusão de outras causas de fadiga, e tratamento de distúrbios identificados
    • acompanhamento da evolução do paciente

    Podem ser feitos exames para diagnosticar ou excluir problemas com sinais e sintomas semelhantes.

    Exames laboratoriais

    Outros exames podem ser pedidos de acordo com anormalidades detectadas e com os sintomas do paciente:

    Exames não laboratoriais
    Em alguns casos, é feita uma ressonância magnética para excluir esclerose múltipla.

  • Tratamento

    O tratamento da síndrome de fadiga crônica tem o objetivo de aliviar os sintomas. Boa alimentação e exercícios moderados regulares mantêm a capacidade funcional e melhoram o humor e a capacidade de dormir do paciente. Grupos de apoio ajudam a tolerar as frustrações físicas, psicológicas, financeiras e sociais.

    Podem ser receitados analgésicos e outros medicamentos, quando necessário. O tratamento deve sempre ser individualizado para o paciente.