Também conhecido como
25-hidroxi-vitamina D (calcidiol, calcifediol)
1,25-di-hidroxi-vitamina D (calcitriol)
Nome formal
25-hidroxi-vitamina D; 1,25-di-hidroxi-vitamina D
Este artigo foi revisto pela última vez em
Este artigo foi modificado pela última vez em
24 de Abril de 2018.
De relance
Por que fazer este exame?

Para diagnosticar deficiência de vitamina D; para monitorar a reposição de vitamina D em pessoas com deficiência.

Quando fazer este exame?

Quando há suspeita de um distúrbio do metabolismo do cálcio, a vitamina D é avaliada no sangue, em geral com dosagens de cálcio, fósforo e paratormônio.

Amostra:

Uma amostra de sangue obtida de uma veia do braço

É necessária alguma preparação?

Nenhuma

O que está sendo pesquisado?

A vitamina D participa da regulagem dos níveis sanguíneos de cálcio e de fósforo. É produzida no corpo humano a partir do colesterol. Um derivado do colesterol, o 7-de-hidro-colesterol, sob a ação de raios ultravioleta da luz solar sobre a pele, se transforma em colecalciferol (vitamina D3), que, no fígado, é transformado em calcidiol (25-hidroxi-vitamina D). Esse composto, finalmente, é convertido, nos rins, na forma ativa da vitamina D, o calcitriol (1,25-di-hidroxi-vitamina D), que aumenta a absorção de cálcio no intestino e eleva o nível de cálcio no sangue.

Além da produção no corpo humano, precursores da vitamina D podem ser ingeridos e absorvidos na alimentação: vitamina D2 (ergocalciferol), obtida de fontes vegetais (por exemplo, alguns cogumelos), e vitamina D3 (colecalciferol), idêntica à produzida no corpo humano, de fontes vegetais e animais (peixes gordurosos, ovos etc).

A carência de vitamina D causa descalcificação dos ossos, que se tornam frágeis, resultando em uma doença chamada osteomalácia, em adultos, ou raquitismo, em crianças.

Duas formas de vitamina D são medidas no sangue: a 25-hidroxi-vitamina D (calcidiol), um precursor inativo, encontrado em maior quantidade, e a 1,25-di-hidroxi-vitamona D (calcitriol), a forma ativa da vitamina, encontrada em quantidades menores.

Trabalhos recentes sugerem a associação de carência de vitamina D com alguns tipos de câncer, doenças autoimunes e doença cardiovascular, mas necessitam confirmação.

Fontes e Formas de Vitamina D

Fontes e Formas de Vitamina D

Como a amostra é obtida para o exame?

Uma amostra de sangue é obtida inserindo uma agulha em uma veia do braço.

NOTA: Se exames médicos em você ou em alguém importante para você o deixam ansioso ou constrangido, ou se você tem dificuldade de lidar com eles, leia um ou mais dos seguintes artigos: Lidando com dor, desconforto ou ansiedade durante o exame, Conselhos sobre exames de sangue, Conselhos para ajudar crianças durante exames médicos, e Conselhos para ajudar idosos durante exames médicos.

Outro artigo, Siga essa amostra, fornece uma visão da coleta e do processamento de uma amostra de sangue e de uma amostra de cultura da garganta.

É necessário algum preparo para garantir a qualidade da amostra?

Nenhuma preparação é necessária.

Accordion Title
Perguntas frequentes
  • Como o exame é usado?

    A 25-hidroxi-vitamina D é usada para detectar deficiência de vitamina D e para acompanhar o tratamento. A deficiência da vitamina ocorre por pouca exposição da pele ao sol, ingestão insuficiente das formas vitamina D2 e D3 na alimentação ou doenças que prejudicam a absorção de lipídios no intestino. Alguns tipos de anticonvulsivantes, em especial a fenitoína, também prejudicam a absorção da vitamina D.

  • Quando o exame é pedido?

    A 25-hidroxi-vitamina D é pedida para pacientes com sinais e sintomas de descalcificação óssea, como dor disseminada, fraqueza muscular e deformidades ósseas, sugestivos de osteomalácia, em adultos, ou raquitismo, em crianças. Em geral, são pedidos também dosagens de cálcio, fósforo e paratormônio (PTH), para distinguir diferentes distúrbios do metabolismo do cálcio.

    A 1,25-di-hidroxi-vitamina D é pedida com menor frequência porque não reflete as reservas de vitamina D no organismo. Pode estar alterada em doenças renais, na sarcoidose e em alguns tipos de câncer.

  • O que significa o resultado do exame?

    25-hydroxyvitamina D
    Níveis baixos de 25-hidroxi-vitamina D indicam carência da vitamina e devem ser corrigidos com reposição por via oral. Não estão estabelecidos os níveis ideais e os resultados obtidos por diferentes métodos de medida podem não coincidir. De um modo geral, são considerados adequados níveis acima de 30 ng/mL.

    Níveis elevados geralmente indicam excesso de ingestão de vitaminas ou de outros suplementos alimentares.

    1,25-di-hidroxi-vitamina D

    Níveis baixos de 1,25-di-hidroxi-vitamina D são observados em doenças renais e podem ser indicadores precoces de insuficiência renal.

    Níveis altos podem ocorrer quando há excesso de paratormônio e em algumas doenças em que há produção extra-hepática de 1,25-di-hidroxi-vitamina D, como a sarcoidose e alguns linfomas.

  • Há mais alguma coisa que eu devo saber?

    Níveis altos de vitamina D podem causar acúmulo de cálcio nos tecidos, especialmente nos rins e vasos sanguíneos.

    Níveis baixos de magnésio provocam diminuição dos níveis de cálcio resistente à regulação pela vitamina D e pelo paratormônio. Para recuperar a função normal, é necessária a reposição simultânea de magnésio e de cálcio.

  • A adição de vitamina D a alimentos é uma boa prática?

    Em alguns países, em especial onde há períodos de pouca exposição à luz solar, a adição de vitamina D a alguns tipos de leite e cereais reduziu a incidência de raquitismo em crianças.

  • A vitamina D é usada de outros modos?

    Sim. Há cremes contendo vitamina D usados no tratamento da psoríase. Sua utilidade não está estabelecida.

Fontes do artigo

NOTA: Este artigo se baseia em pesquisas que incluíram as fontes citadas e a experiência coletiva de Lab Tests Online Conselho de Revisão Editorial. Este artigo é submetido a revisões periódicas do Conselho Editorial, e pode ser atualizado como resultado dessas revisões. Novas fontes citadas serão adicionadas à lista e distinguidas das fontes originais usadas.              

                          

Sources Used in Current Review

Mayo Medical Laboratories. Vitamin D Testing. Available online at http://www.mayomedicallaboratories.com/articles/vitamind/index.html through http://www.mayomedicallaboratories.com. Accessed February 2009.

National Osteoporosis Foundation. Prevention, Vitamin D. Available online at http://www.nof.org/prevention/vitaminD.htm through http://www.nof.org. Accessed February 2009.

Bikle D. Nonclassic Actions of Vitamin D. J Clin Endocrinol Metab 2009; 94: 26-34.

Mark S, Gray-Donald K, Delvin EE, O'Loughlin J, Paradis G, Levy E, Lambert M. Low vitamin D status in a representative sample of youth from Quebec, Canada. Clinical Chemistry 2008 Aug; 54(8): 1283-9.

Sources Used in Previous Reviews

Thomas, Clayton L., Editor (1997). Taber’s Cyclopedic Medical Dictionary. F.A. Davis Company, Philadelphia, PA [18th Edition].

Pagana, Kathleen D. & Pagana, Timothy J. (2001). Mosby’s Diagnostic and Laboratory Test Reference 5th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO.

NIH (2001 August 07, Updated). Vitamin D. NIH Clinical Center, National Institutes of Health. Facts About Dietary Supplements [On-line information]. Available online at http://www.cc.nih.gov/ccc/supplements/vitd.html through http://www.cc.nih.gov.

Oltikar, A. (2001 February 09). Vitamin D. MEDLINEplus Health Information, Medical Encyclopedia [On-line information]. Available online at http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/002405.htm.

Conlan, R. & Sherman, E., et. al (2001). UNRAVELING THE ENIGMA OF VITAMIN D. The National Academies, National Academy of Sciences Beyond Discovery, The path from research to human benefit [On-line Journal]. Available online at http://www.beyonddiscovery.org/content/view.article.asp?a=414 through http://www.beyonddiscovery.org.

Vitamin D Home Page. About Vitamin D. University of California, Riverside, Vitamin D Home Page [On-line information]. Available online at http://vitamind.ucr.edu/about.html through http://vitamind.ucr.edu.

DeLuca, H. (2001 January 18, Updated). Vitamin D. Linus Pauling Institute [On-line information]. Available online at http://www.orst.edu/dept/lpi/infocenter/vitamins/vitaminD/ through http://www.orst.edu.

Miller-Keane Medical Dictionary (2000). Vitamin. WebMDHealth, Dictionary [On-line information]. Available online at http://my.webmd.com/content/asset/miller_keane_35600 through http://my.webmd.com.

Merck. Vitamins and Minerals. The Merck Manual of Medical Information--Home Edition [On-line information]. Available online at http://www.merck.com/pubs/mmanual_home/sec12/135.htm through http://www.merck.com.

Clinical Diagnosis and Management by Laboratory Methods. 21st ed. Henry JB, ed. New York: Saunders: 2006.

(November 2006) Quest Diagnostics. Vitamin D, 25-Hydroxy, Test Summary (online information). Available online at http://www.questdiagnostics.com/hcp/topics/endo/vitamin_d.html through http://www.questdiagnostics.com.

(November 2006) ARUP Laboratory. Vitamin D, 25-Hydroxy, Test Directory (online information). Available online at http://www.aruplab.com/guides/ug/tests/0070277.jsp through http://www.aruplab.com.

Saenger AK, et al. Quantification of Serum 25-Hydroxyvitamin D2 and D3 Using HPLC-Tandem Mass Spectrometry and Examination of Reference Intervals for Diagnosis of Vitamin D Deficiency. American Journal of Clinical Pathology 2006;125:914-920.

Utiger RD. The Need for More Vitamin D. New England Journal of Medicine 1998; 33:828-829.