Também conhecido como
Teste do Coronavírus 2019
Teste SARS-CoV-2
Teste COVID-19 RT-PCR COVID-19 IgG
Teste de anticorpos IgM
Teste do antígeno SARS-CoV-2
Teste COVID-19 Ag
Nome formal
Síndrome Respiratória Aguda Grave Coronavírus 2 (SARS-CoV-2)
Detecção de RNA por RT-PCR Síndrome Respiratória Aguda Grave Coronavírus 2 (SARS-CoV-2) Anticorpo
Teste de Antígeno COVID-19 de Soro
Este artigo foi revisto pela última vez em
Este artigo foi modificado pela última vez em 17 de Novembro de 2020.
De Relance
Por que fazer este exame?
  • Teste molecular (RT-PCR) ou de antígeno:

para diagnosticar uma infecção por SARS-CoV-2 (COVID-19)

  • Teste de anticorpos (sorologia):

para detectar anticorpos para SARS-CoV-2 que indicam que você teve contato com o vírus;  para ajudar a rastrear a pandemia

Quando fazer este exame?
  • Teste molecular ou de antígeno:

quando você tem sintomas de infecção por SARS-CoV-2 e / ou foi exposto a alguém com o vírus

  • Teste de anticorpos:

quando você já teve  ou suspeita  que teve  COVID-19 e seu médico deseja determinar se você tem anticorpos para o vírus

Amostra:
  • Teste molecular ou de antígeno:

Para diagnosticar infecções atuais, um swab nasofaríngeo, um swab nasal e/ou um swab da garganta são coletados; às vezes, uma amostra de saliva pode ser coletada.

  • Teste de anticorpos:

uma amostra de sangue é coletada de uma veia ou de uma picada no dedo.

É necessária alguma preparação?

Nenhuma

O que está sendo pesquisado?

Doença por coronavírus 2019 (COVID-19) é o nome da doença causada pela nova cepa de coronavírus chamada SARS-CoV-2.

Os testes de diagnóstico detectam o material genético (RNA) do vírus ou proteínas virais (antígenos) em uma amostra do trato respiratório. Os testes de sangue sorológicos COVID-19 detectam anticorpos produzidos em resposta à infecção por SARS-CoV-2.

O SARS-CoV-2 é um novo tipo de vírus que apareceu pela primeira vez em dezembro de 2019 e se espalhou pelo mundo a uma taxa alarmante, levando a Organização Mundial da Saúde a declarar uma pandemia e o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos a declarar uma emergência de saúde pública.

Conforme a pandemia continua, os cientistas continuam a estudar o vírus e aprender mais sobre o COVID-19.

Existem sete coronavírus que infectam humanos e a maioria causa sintomas respiratórios leves a moderados. No entanto, a doença resultante da infecção por SARS-CoV-2 é como a MERS (síndrome respiratória do Oriente Médio) e a SARS (síndrome respiratória aguda grave) porque pode causar doenças mais graves e, em alguns casos, levar à pneumonia e morte.

Como o SARS-CoV-2 é um vírus novo, todas as pessoas são potencialmente suscetíveis à infecção e, no momento, não se sabe quem pode desenvolver complicações graves. Ao contrário da gripe sazonal, que também pode causar doenças graves e morte, ainda não há vacina ou tratamento específico para a infecção por SARS-CoV-2.

Cerca de 1 a 2 semanas após a infecção, o corpo começa a produzir anticorpos contra o vírus, com o nível aumentando gradualmente com o tempo. No entanto, ainda não se sabe por quanto tempo as pessoas continuam a produzir anticorpos e se os anticorpos protegem contra a reinfecção, fornecendo imunidade. (Para obter mais informações gerais sobre anticorpos, incluindo IgG, IgM e IgA, leia o artigo sobre Imunoglobulinas).

Algumas pessoas infectadas podem ser assintomáticas ou não apresentar sintomas perceptíveis e, ainda assim, ser contagiosas, podendo transmitir o vírus a outras pessoas (portadores silenciosos).

Muitos dos infectados não apresentam sintomas ou apresentam doença leve a moderada e se recuperam em uma a duas semanas.

Se os sintomas de COVID-19 se desenvolverem, eles geralmente aparecem dentro de 2 a 14 dias após a exposição ao vírus. A pesquisa sugere que o tempo médio desde a primeira exposição até a doença (período de incubação) é de cerca de 5 dias, e cerca de 97% das pessoas que desenvolvem os sintomas o farão em 11 dias.

Os principais sintomas da COVID-19 são tosse, falta de ar ou dificuldade para respirar. Os sintomas adicionais podem incluir febre, calafrios, tremores repetidos com calafrios, dores musculares, dor de cabeça, dor de garganta e perda do olfato ou paladar.

Os sintomas podem ir e vir, e pode haver períodos em que alguém com COVID-19 se sinta melhor. Crianças e bebês geralmente têm uma doença mais branda, mas eventualmente apresentam os mesmos sintomas de um adulto.

O risco de doenças graves aumenta com a idade e com problemas de saúde subjacentes, como doenças cardíacas, pulmonares, hipertensão, diabetes ou enfraquecimento do sistema imunológico.

Algumas pessoas com COVID-19 podem desenvolver pneumonia, uma infecção pulmonar e, em casos graves, um ventilador pode ser necessário para garantir oxigênio suficiente.

Embora COVID-19 seja principalmente uma infecção respiratória, os pesquisadores estão aprendendo que a doença pode afetar outros órgãos além dos pulmões, como coração, cérebro e rins. Nos casos mais graves, COVID-19 pode causar falência de órgãos ou morte.

Testes para COVID 19

Os sinais e sintomas iniciais de COVID-19 são freqüentemente difíceis de distinguir daqueles de um resfriado comum ou de outras doenças respiratórias, portanto, o teste é necessário para ajudar a diagnosticar uma infecção atual ou passada.

  • Reação em cadeia da polimerase de transcrição reversa (RT-PCR): A maioria dos testes para verificar a infecção atual de SARS-CoV-2 depende do teste de RT-PCR para detectar o RNA do vírus em uma amostra do trato respiratório de um paciente. PCR é um método laboratorial usado para amplificar em um grande número de cópias, pequenos fraqmentos de DNA de uma amostra  para que possa ser detectado. Esse processo é chamado de "amplificação" do DNA. A etapa de transcrição reversa permite que o RNA viral seja convertido em DNA para que a técnica de PCR possa ser usada.
  • Testes rápidos de antígenos: Esses testes detectam as proteínas virais do SARS-CoV-2 em amostras respiratórias. As principais vantagens dos testes de antígeno são que podem fornecer resultados em minutos, são mais simples de realizar do que os testes de RT-PCR e, às vezes, são usados ​​no ponto de atendimento, como em um posto de saúde. No entanto, eles não são tão sensíveis quanto os testes RT-PCR, portanto, resultados negativos não excluem a infecção.
  • Teste de sangue para anticorpos (total, IgG, IgM) para SARS-CoV-2 (sorologia): Esses testes detectam anticorpos produzidos pelo sistema imunológico do corpo em resposta ao SARS-CoV-2. Os testes de sorologia COVID-19 podem dizer se você teve ou não a infecção viral no passado. No entanto, os testes de anticorpos não são os testes preferidos para diagnosticar infecções atuais. Os anticorpos não são detectáveis por cerca de 1 a 2 semanas após o início dos sintomas, então os testes de anticorpos podem não detectar infecções iniciais.
Como a amostra é coletada para teste?

A coleta adequada das amostras apropriadas é essencial para resultados de teste COVID-19 precisos.

  • Para RT-PCR ou teste de antígeno: A amostra preferida é um cotonete da parte de trás do nariz. Isso é chamado de swab nasofaríngeo. Um swab (como um cotonete longo com uma cabeça pequena) é inserido suavemente por uma das narinas até encontrar resistência (cerca de 5 centímetros). Ele é deixado no local por vários segundos, depois é girado várias vezes e retirado. Não é doloroso, mas pode ser desconfortável, fazer seus olhos lacrimejarem e provocar tosse. A orientação do CDC diz que outras amostras do trato respiratório podem ser coletadas quando não for possível coletar um swab de nasofaringe. Estes incluem um esfregaço da parte de trás da garganta (esfregaço da orofaringe) ou um esfregaço da parte da frente do nariz (narina). Às vezes, uma amostra de saliva pode ser coletada fazendo com que o paciente cuspa em um recipiente.
  • Para Teste de Anticorpos: Uma amostra de sangue é obtida inserindo uma agulha em uma veia do braço ou furando a ponta do dedo e colhendo algumas gotas de sangue.
Accordion Title
Perguntas frequentes
  • Como o exame é usado?

    A RT-PCR de COVID-19 e o teste de antígeno podem ser usados para diagnosticar uma infecção por SARS-CoV-2 e para ajudar a tomar decisões de tratamento.

    Um teste RT-PCR pode ser usado para rastrear COVID-19, mesmo se você não tiver sintomas e/ou nenhuma exposição conhecida ao SARS-CoV-2, de forma que medidas possam ser tomadas para prevenir a disseminação do vírus para outras pessoas.

    Os testes de anticorpos (sorologia) podem ser usados para determinar se você foi infectado com SARS-CoV-2 anteriormente e se seu corpo produziu anticorpos para o vírus, mesmo que você nunca tenha desenvolvido os sintomas.

    As autoridades de saúde pública podem usar o teste de anticorpos para rastrear a extensão da pandemia atual. Observe que o teste de anticorpos não é o teste preferido para diagnosticar infecções atuais. Pode levar de uma a duas semanas para que os anticorpos se desenvolvam depois que você adoece, portanto, o teste de anticorpos raramente detecta infecções atuais.

  • Quando o exame é pedido?
    • COVID-19 RT-PCR ou teste de antígeno: O teste de diagnóstico pode ser solicitado quando você tiver sinais e sintomas que sugiram uma infecção por SARS-CoV-19, especialmente se você tiver sido exposto a alguém com COVID-19 e/ou apresentar risco aumentado de infecção. Os sinais e sintomas podem incluir:
    • Febre
    • Tosse
    • Nariz escorrendo, congestão
    • Falta de ar, dificuldade para respirar
    • Calafrios, às vezes com tremores repetidos
    • Dor muscular, dores no corpo
    • Dor de cabeça
    • Fadiga
    • Dor de garganta
    • Nova perda de sabor ou cheiro
    • Náusea, vômito
    • Diarréia

    Você pode ser testado com um teste RT-PCR quando não houver sinais e sintomas em várias situações. Os exemplos incluem quando:

    • Você esteve em contato próximo (a menos de 6 pés sem máscara) com alguém diagnosticado com COVID-19
    • Seu médico ou oficial de saúde pública recomenda
    • Você está em uma área com grande número de casos e participa de um encontro de 10 ou mais pessoas sem usar máscara ou distanciamento social
    • Você trabalha ou mora em uma casa de repouso, especialmente se houver um surto
    • Você é um trabalhador essencial, profissional de saúde ou socorrista, de acordo com as diretrizes do seu empregador
    • Você foi admitido no hospital e / ou será submetido a um procedimento médico ou cirúrgico

    Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) fornecem orientação sobre quem deve ser testado, mas as decisões sobre os testes são, em última análise, feitas pelos profissionais de saúde e pelos departamentos de saúde estaduais e locais.

    A maioria das pessoas tem uma doença leve a moderada e pode se recuperar em casa, independentemente do resultado de um teste, e ficar em casa para se recuperar pode ser mais seguro para esses indivíduos e seus profissionais de saúde do que ir a um local de teste.

    No entanto, os resultados dos testes podem ser úteis para informar a tomada de decisão sobre se você deve ou não ficar em casa e longe de outras pessoas, ficar em casa sem trabalhar e/ou informar contatos próximos, por exemplo.

    O CDC atualiza regularmente as diretrizes sobre quem é uma prioridade para o teste. Você pode encontrar as informações atuais na página da Web do CDC Test for Current Infection.

    • Teste de anticorpos (sorologia): O exame de sangue para detecção de anticorpos pode ser solicitado quando um médico deseja verificar se seu corpo desenvolveu anticorpos contra a SARS-CoV-2, mesmo que você não apresente sintomas. O protocolo para quem será testado para anticorpos pode mudar à medida que mais testes de sorologia são aprovados pelo FDA e se tornam disponíveis.
  • O que significa o resultado do exame?

    Testes RT-PCR

    Um teste PCR-RT positivo significa que é muito provável que você tenha COVID-19 e se presume que seja contagioso. O resultado não pode dizer quando você foi infectado ou quão graves seus sintomas podem ser.
    Um teste de PCR-RT negativo significa que é provável que você não esteja infectado no momento do teste. No entanto, você ainda pode ser infectado mais tarde. Se você atualmente tem sintomas respiratórios, um resultado negativo pode significar que você tem algo diferente de COVID-19 (por exemplo, gripe). Outra possibilidade é que não haja vírus SARS-CoV-2 suficiente na amostra para ser detectado. Isso pode ser devido a uma coleta de amostra inadequada ou porque ainda é muito cedo para detectar o vírus.

    Testes rápidos de antígeno
    Um resultado positivo significa que é provável que você esteja infectado com o SARS-CoV-2 e seja provavelmente contagioso.
    Um resultado negativo significa que você provavelmente não tem COVID-19.
    No entanto, os testes rápidos de antígeno podem deixar passar algumas infecções (falsos negativos) ou podem indicar que você está infectado quando, na verdade, não está (falsos positivos).

    A quantidade de antígeno em uma amostra pode diminuir quanto mais tempo você tiver sintomas de infecção. Amostras respiratórias coletadas após você ter sintomas por mais de 5 (para alguns antígenos) ou mais de 7 dias (para outros) podem ter maior probabilidade de ser negativas em comparação com um teste molecular. Se o resultado do seu teste de antígeno não corresponder ao seu quadro clínico (sinais, sintomas ou exposição recente), o resultado pode precisar ser confirmado com um teste de RT-PCR (o "padrão ouro" para o diagnóstico de COVID-19).

    Teste de anticorpos (sorologia)
    Um teste de anticorpos positivo significa que você foi infectado com SARS-CoV-2 uma vez. No momento, não se sabe se a presença de anticorpos para SARS-CoV-2 é indicativa de proteção contra reinfecção. Estudos estão em andamento para determinar se a imunidade protetora é gerada após a infecção e, em caso afirmativo, por quanto tempo essa imunidade dura.
    Um teste de anticorpos negativo significa que seu sistema imunológico não produziu anticorpos para a infecção, o que provavelmente significa que você não foi infectado com SARS-CoV-2 anteriormente.

    No entanto, você pode ter um teste de anticorpos negativo se você for testado logo após a exposição e seu corpo ainda não tiver produzido anticorpos suficientes para serem detectados, ou se você estiver significativamente imunocomprometido. Além disso, uma pequena proporção dos indivíduos infectados pode não produzir anticorpos após a infecção. O CDC diz que leva cerca de uma a duas semanas após você ficar doente para desenvolver anticorpos detectáveis, e pode demorar mais em alguns indivíduos.

  • Devo ficar em quarentena se for exposto a alguém com COVID-19 ou se tiver sintomas respiratórios?

    Mesmo que você não apresente sintomas ou não faça o teste, os especialistas em saúde recomendam ficar em quarentena por 10-14 dias se tiver sido exposto ao coronavírus por estar em contato próximo com alguém que foi confirmado ou suspeito de ter a doença.

    Você pode não saber se foi exposto, mas se começar a mostrar sinais ou sintomas respiratórios, você deve ficar em quarentena por 14 dias.

  • Se eu estiver infectado, mas não tiver sintomas, ainda posso espalhar o vírus?

    Sim. Algumas pessoas infectadas pelo SARS-CoV-2 não apresentam sintomas - são assintomáticas.

    No entanto, eles ainda podem ser contagiosos e espalhar o vírus para outras pessoas (portadores), por isso a quarentena é importante depois de você ter sido exposto a alguém com COVID-19, mesmo se você não tiver sintomas.

  • Posso testar o COVID-19 em casa?

    Atualmente, não há testes COVID-19 aprovados pela FDA que possam ser realizados em casa.

    O teste está disponível apenas em um local de teste autorizado ou por meio de seu médico.

    No entanto, o FDA aprovou recentemente o primeiro teste de RT-PCR que inclui um kit de coleta de amostra que os pacientes podem usar para coletar uma amostra nasal em casa e enviar para um laboratório para teste.

Páginas relacionadas

Neste site

Exames relacionados: PCR Ultrassensível , Respiratory Pathogens Panel , Influenza Tests

Condições clínicasPneumonia , Doenças Pulmonares , Influenza