Também conhecido como
Urocultura
Urinocultura
Nome formal
Cultura de urina
Este artigo foi revisto pela última vez em
Este artigo foi modificado pela última vez em
15 de Janeiro de 2018.
At a Glance
Why Get Tested?

Para diagnosticar uma infecção urinária.

When To Get Tested?

Quando há sintomas de infecção urinária, como micção frequente e dolorosa.

Sample Required?

Amostra do jato médio de urina. Algumas vezes a urina é colhida por meio de uma sonda.

Test Preparation Needed?

Em geral, nenhuma, mas podem ser recomendados não urinar durante uma hora ou beber um copo de água 15 a 20 minutos antes da colheita.

What is being tested?

A cultura de urina detecta e identifica bactérias e leveduras na urina. Esta é um líquido amarelado produzido nos rins, contendo resíduos do corpo para serem eliminados. É levada pelos ureteres dos rins para a bexiga, onde fica armazenada antes da eliminação pela uretra. A urina normal é estéril, mas bactérias e leveduras podem passar da pele para a uretra e além dela e provocar uma infecção urinária.

Na cultura de urina, uma pequena amostra de urina é espalhada em placas que contêm uma camada de meio nutritivo, que são incubadas à temperatura do corpo. Micro-organismos presentes na amostra de urina crescem nesse meio, formando pequenas colônias circulares. O tamanho, o formato e a cor das colônias ajudam a identificar o micro-organismo. O número de colônias indica a quantidade presente na amostra original. Em alguns casos, mais de um patógeno é identificado, o que indica uma infecção mista ou uma contaminação da amostra com bactérias da pele. As bactérias isoladas nas colônias são examinadas ao microscópio usando a coloração de Gram, e são submetidas a testes bioquímicos que permitem sua identificação detalhada. Além disso, são feitos testes de sensibilidade aos antibióticos para orientar o tratamento da infecção.

How is the sample collected for testing?

Urina para cultura pode ser colhida a qualquer hora. Como há possibilidade de contaminá-la com bactérias ou células da pele durante a colheita, especialmente em mulheres, é importante fazer a limpeza da genitália. Mulheres devem afastar os lábios da vulva e lavá-los da frente para trás. Homens devem lavar a ponta do pênis. O início do jato de urina deve ser desprezado. Em seguida, deve ser coletada uma pequena quantidade de urina no frasco estéril fornecido, enquanto o resto da urina é desprezado. Esse tipo de colheita é chamado "jato médio de urina".

A colheita com sonda é feita por um profissional de saúde habilitado, que insere um tubo especial através da uretra até a bexiga e recolhe a urina na outra extremidade.

Is any test preparation needed to ensure the quality of the sample?

Em geral, nenhuma, mas podem ser recomendados não urinar durante uma hora ou beber um copo de água 15 a 20 minutos antes da colheita. Siga as instruções fornecidas.

Accordion Title
Common Questions
  • How is it used?

    Esse exame é usado para diagnosticar uma infecção urinária.

  • When is it ordered?

    A cultura de urina é pedida quando os sintomas indicam a possibilidade de uma infecção urinária, como micção frequente e dolorosa. Em mulheres grávidas, a cultura de urina pode ser usada como triagem para pesquisa de bactérias que podem afetar a saúde do feto.

    Uma urinálise pode ser pedida ao mesmo tempo ou antes da cultura de urina.

  • What does the test result mean?

    Os resultados da cultura de urina são interpretados em conjunto com os dados clínicos e com os resultados da urinálise. Também deve ser levada em conta a possibilidade de contaminação da amostra de urina com bactérias da flora normal da pele.

    De um modo geral, uma cultura de urina é considerada positiva quando é identificada a presença de uma única espécie de bactéria em grande quantidade. Em amostras colhidas adequadamente, a presença de mais de 100.000 colônias por mililitro significa infecção. Em alguns casos, especialmente quando a colheita é feita por sonda ou quando há sintomas evidentes, culturas com contagens menores podem ser consideradas positivas. Sempre que é encontrada uma bactéria, são feitos testes bioquímicos para sua identificação detalhada, além de testes de sensibilidade aos antibióticos, para orientar o tratamento adequado.

    Culturas em que é relatada falta de crescimento em 24 ou 48 horas indicam que não há infecção bacteriana.

  • Is there anything else I should know?

    Infecções urinárias são mais comuns em mulheres que em homens. Mesmo meninas pequenas podem ter infecções frequentes. Podem ser pedidos outros exames em homens ou mulheres para detectar obstrução do fluxo urinário ou anormalidades estruturais das vias urinárias, o que facilita o surgimento de infecções.

    Em pessoas que tem infecções urinárias de repetição, a cultura e o teste de sensibilidade aos antibióticos (TSA) devem ser repetidos em cada episódio porque, com o tempo, as bactérias que as causam tornam-se resistentes aos antibióticos.

    Pessoas com doenças renais ou que afetam os rins, como diabetes, estão mais sujeitas a infecções urinárias repetidas.

  • Foi pedida uma nova amostra de urina, porque a primeira estava contaminada. O que ocorreu?

    Se a pele da área genital não for bem limpa antes da colheita, podem crescer na cultura diversos tipos de bactérias, o que em geral é considerado contaminação da amostra. Uma nova amostra do jato médio de urina deve ser colhida após lavagem cuidadosa da pele.

  • Meu médico disse que eu estava com sintomas de infecção urinária e receitou um antibiótico sem pedir a cultura de urina. Por quê?

    Algumas bactérias, como Escherichia coli, causam a maioria das infecções urinárias baixas, e costumam ser sensíveis a antibióticos comuns, que podem ser prescritos. Se não houver resposta ao tratamento, devem ser feitos a cultura de urina e um teste de sensibilidade aos antibióticos.

  • O que ocorre se uma infecção urinária não for tratada?

    Infecções urinárias não tratadas podem se estender para o trato urinário superior e para os rins, e daí para o sangue, causando uma infecção generalizada grave (septicemia).

  • O que aumenta o risco de infecções urinárias recorrentes?

    Após o período neonatal, a incidência de infecção urinária em mulheres é maior que em homens, devido a diferenças anatômicas do trato urinário. Em bebês e crianças pequenas, anormalidades congênitas das vias urinárias podem facilitar infecções. Em adultos, fatores que ajudam a provocá-las são relações sexuais, uso de diafragma, diabetes, gravidez, refluxo urinário, disfunções neurológicas, cálculos renais e tumores. Em hospitais e outros ambientes de tratamento, sondas de demora e manipulações do trato urinário aumentam a probabilidade de infecção.

View Sources

Sources Used in Current Review

Pagana, Kathleen D. & Pagana, Timothy J. (© 2007). Mosby’s Diagnostic and Laboratory Test Reference 8th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO. Pp 981-983.

Wu, A. (2006). Tietz Clinical Guide to Laboratory Tests, Fourth Edition. Saunders Elsevier, St. Louis, Missouri. Pp 1621-1622.

Thomas, Clayton L., Editor (1997). Taber’s Cyclopedic Medical Dictionary. F.A. Davis Company, Philadelphia, PA [18th Edition]. Pp 2037-2038.

Forbes, B. et. al. (© 2007). Bailey & Scott’s Diagnostic Microbiology, Twelfth Edition: Mosby Elsevier Press, St. Louis, Missouri. Pp 842-855.

(2007 August). Your Urinary System and How It Works. National Kidney and Urologic Diseases Information Clearinghouse [On-line information]. Available online at http://kidney.niddk.nih.gov/kudiseases/pubs/yoururinary/ through http://kidney.niddk.nih.gov. Accessed March 2009.

(2008). Existing Recommendations for Bacteriuria Screening Upheld. Medscape from Reuters Health Information [On-line information]. Available online at http://www.medscape.com/viewarticle/576888 through http://www.medscape.com. Accessed March 2009.

Stanley Hellerstein, S. (2008 September 17). Urinary Tract Infection. EMedicine [On-line information]. Available online at http://emedicine.medscape.com/article/969643-overview through http://emedicine.medscape.com. Accessed March 2009.

(2005 November, Revised). Approach to the Renal Patient. Merck Manual for Healthcare Professionals [On-line information]. Available online at http://www.merck.com/mmpe/sec17/ch226/ch226b.html#sec17-ch226-ch226b-21 through http://www.merck.com. Accessed March 2009.

Barclay, L. and Murata, P. (2007 May 17). Perineal/Genital Cleaning During Urine Collection May Minimize Contamination. Medscape Medical News [On-line CME]. Available online at http://www.medscape.com/viewarticle/556640 through http://www.medscape.com. Accessed March 2009.

Sources Used in Previous Reviews

Thomas, Clayton L., Editor (1997). Taber’s Cyclopedic Medical Dictionary. F.A. Davis Company, Philadelphia, PA [18th Edition].

Pagana, Kathleen D. & Pagana, Timothy J. (2001). Mosby’s Diagnostic and Laboratory Test Reference 5th Edition: Mosby, Inc., Saint Louis, MO.